Escrevo todos os dias por uma razão...
Amar...
O meu coração controla o pensamento e faz com que solte tudo o que me vai na alma...
Amor simplesmente, algo mais puro, que corre pelas veias...
Nem sempre é o que chamam perfeito, com sorrisos, felicidade, também é sofrimento, dor, lágrimas...
A escrita é as minhas lágrimas, os meus sorrisos, a minha felicidade e o meu sofrimento...
A escrita é uma parte do meu amor em forma de letras, palavras, frases, textos...

terça-feira, 8 de maio de 2012

-"O que é amar?"




- Vem. Caminha mais um pouco. Aproxima-te, não te irá acontecer nada de mal. Deixa-me segurar a tua mão. Sentes o bater do meu coração? Bate somente por ti sabes? E quando estás comigo, ainda mais forte ele bate. Fazendo o sangue correr livremente pelas veias, aquecendo o corpo nos mais pequenos cantos, preenchendo a alma de felicidade e de puro amor.
Olha agora os meus olhos. O que vês? Brilham? És tu que os fazes brilhar todos os dias, sempre que te vejo numa fotografia eles começam a iluminar-se, mas quando te aproximas de mim, quando estamos frente a frente olhando nos olhos um do outro, eles brilham ainda mais, como a lua quando vê o sol.
Vês o sorriso que se rasga nos meus lábios quando estás comigo? É o sorriso da felicidade que me transmites, o amor que eu nutro por ti, num sorriso verdadeiro e às vezes parvo, porque não sai do rosto um único momento quando estás junto a mim.
Tenho uma coisa a dizer-te para além de tudo isto. Posso dizer?
Eu Amo-te! Sim Amo-te, como nunca amei ninguém. Entraste no meu coração com meras palavras e sorrisos, abraços e brincadeiras. Trouxeste-me felicidade, e deste-me recordações, memórias belas que permanecem guardadas dentro do peito.
Cada dia que passa por mais vezes que não possa olhar nos teus olhos, recordo tudo o que passamos e vivemos, todos aqueles momentos únicos em que sorrimos e fomos verdadeiramente felizes, cada dia que passa, continuo a amar-te, mais e mais.
Sabes o que é o amor? É aquelas borboletas no estômago, aqueles brilhos no olhar, o coração batendo que nem um louco, o corpo tremendo, e o sorriso aparvalhado no rosto. Mas também, é sofrer, chorar todos os dias, abraçando a almofada, soluçando até adormecer, é querer abraçar, dar carino, beijar, e estar demasiado longe para o poder fazer, é não conseguir esquecer e seguir em frente.
Isto é amor. Amor, que sinto por ti, todos os dias da minha vida, e que jamais deixarei de sentir. Amor verdadeiro? É aquele que nunca desaparece, e o meu? Permanece.

Sem comentários:

Enviar um comentário